Santiago do Chile – Informações importantes

Ficou com vontade de conhecer Santiago depois do nosso relato apaixonado? Para facilitar seu planejamento compilamos todas as informações importantes sobre a cidade neste post. Melhor época, como chegar, quanto levar, o que vestir, quanto tempo ficar, onde comer, onde se hospedar e muito mais.

Santiago de Chile

Santiago de Chile, via Wikimedia Commons

  • Cima: No verão é bem quente durante o dia, mas é seco, ou seja, fresco nas sombras e você não fica todo suado. Em janeiro/2013 a temperatura chegou aos 35º. De noite é bem fresco, dormimos todos os dias sem ar condicionado e sem ventilador. No inverno a temperatura é negativa.
  • Melhor época: Depende do que você procura. Se você quiser ver neve é de abril ao final de outubro. Se quiser esquiar, de junho a setembro. Se não quiser sentir frio, de novembro a fevereiro.
  • Quanto tempo ficar: 5 dias são mais que suficientes para conhecer todas as atrações da cidade, incluindo ida a Viña del Mar e Valparaíso. Um dia a mais para visitar o Valle Nevado (apenas no inverno).
  • O que vestir: No inverno – roupas térmicas, hidratante, gorro, cachecol e tudo o que você tiver de mais quente. No verão, as mesmas roupas que usa aqui para o dia e um casaco fino para a noite.
  • Quanto levar: Para cinco dias, considerando todas as despesas, 150.000 pesos chilenos foram mais que suficientes e sobrou (não inclui passagem aérea).
  • Onde ficar: Hostel Bella 269
  • Onde comer: Para comidas tipicamente chilenas, vá ao Mercado Central. Mas prepare-se para pagar caro.
  • Fuso horário: -1h (horário de Brasília)
  • Bancos: Santiago é uma metrópole, então o que não falta é banco. Não encontramos bancos ou casas de câmbio com valores vantajosos, o que valeu mais a pena pra gente foi sacar, mesmo considerando as taxas (nessa época o IOF para débito e saque ainda era de 0,38%, hoje em dia está 6,38%). Os saques podem ser feitos nos caixas com bandeira Redbanc ou Transbank.

Para chegar e sair do Aeroporto

Há um ônibus da Turbus do tipo “frescão” que sai do aeroporto de Santiago a cada 20 min das 5h da manhã até meia-noite e vai até o Terminal (estação Universidad de Santiago do metrô). Durante a madrugada ele sai de hora em hora. Saída 5 do aeroporto. Ele também faz o sentido contrário. Em janeiro/2013 a passagem custava em torno de $ 1.350 pesos chilenos.

Transporte público

Os ônibus não aceitam dinheiro, você tem que ter um cartão BIP! que vende nas estações de metrô ou em lojas de mesmo nome. Ele funciona de forma parecida com o nosso bilhete único, você pode fazer até três viagens de ônibus ou duas de ônibus + metrô dentro de um período de 2h pagando apenas uma passagem. O cartão custa $ 1.400 pesos chilenos e o valor mínimo de recarga é de $1.000.

O metrô não funciona de madrugada – o horário varia de 5h30 às 23h30.

Turismo

Todos os dias há diversos Free Walking Tours em Santiago, com os roteiros mais variados. Esses tours funcionam da seguinte maneira: num horário e local determinado há um guia devidamente identificado que faz um tour a pé pelos principais pontos turísticos da região. O tour é totalmente gratuito, mas espera-se que você contribua com uma propina (gorjeta) justa pelo serviço prestado. Se você não puder/quiser contribuir, não se preocupe, ele não te cobra nada. O passeio dura de 40 minutos a 1 hora, depende do roteiro.

Outra opção para conhecer Santiago são os ônibus turísticos. São aqueles ônibus de dois andares, com o segundo andar aberto. Eles rodam a cidade toda das 9h30 as 18h e você pode subir e descer quantas vezes quiser pagando apenas uma passagem. A volta completa deles leva 2h ao todo e eles passam a cada meia hora.

Links úteis

Ninguém se lembrou de dizer que…

… não há ruas transversais e paralelas em Santiago, bem como quarteirões como nós conhecemos.
… os ônibus não aceitam pagamento em dinheiro, você tem que comprar um cartão BIP!
… as avenidas de Santiago são enormes, algumas cortam a cidade de ponta a ponta, então não se engane ao ver no mapa dois lugares que ficam na mesma rua e achar que são próximos um do outro.
… o Chile tem atividades sísmicas constantes, quase diariamente, mas que não são fortes o suficiente para serem perigosas.

Anúncios

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s